A castração é um procedimento simples, rápido e seguro que traz muitos benefícios para os pets. 

castração

 

Nos machos, são removidos os testículos através de um pequeno corte. Já nas fêmeas, a cirurgia retira útero e ovários. O método não causa sofrimentos ou dor aos pets (é feito com anestesia), evita a superpopulação de animais nas ruas, diminui as chances de transmissão de doenças e melhora o temperamento do animal.

Saúde dos pets            

Em fêmeas, a castração diminui o risco de câncer de mama, infecção de útero, além da gravidez psicológica. Em machos, a castração reduz o risco de câncer de próstata, que pode ser fatal, diminui a frustração sexual e a necessidade de sair em busca das fêmeas. Ao mesmo tempo, reduz o risco de fugas, atropelamentos e brigas com outros machos.

Importante lembrar também que o procedimento não irá fazer com que o animal engorde ou mude de personalidade. O que ocorre é que o animal fica mais calmo, já que não possui mais estímulos hormonais exagerados e seu apetite pode aumentar, por isso o dono deve ficar atento a essa possível mudança de comportamento e incentivar o gato ou cachorro a se exercitar mais. Além disso, já existem rações específicas para animais castrados que, oferecidas na quantidade certa, não deixarão seu pet ganhar peso.

Controle populacional

A Organização Mundial de Saúde estima que hoje existem mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, sendo 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. Esses animais vivem na rua com fome, sede e, às vezes doentes. Se esses números já são alarmantes, imagine que uma cachorra abandonada e seus filhotes podem gerar 67 mil animais em seis anos. Já uma gata abandonada e seus filhotes resultarão em 66 mil gatinhos em 7 anos.

Qual a idade ideal para castrar o meu pet?

Existem muitos mitos relacionados à castração. Um deles é que o animal deve ‘cruzar’ pelo menos uma vez antes de ser castrado, ou que a fêmea deve ter pelo menos uma cria antes da castração. Não é verdade. Embora não exista uma idade considerada ideal, veterinários recomendam realizar a castração quando o animal ainda é filhote, já que a recuperação pós-operatória tende a ser mais rápida. O mais indicado é que a cirurgia seja realizada por volta dos seis meses de idade, ou seja, antes do primeiro cio das fêmeas e quando os animais já tomaram todas as vacinas.

Porém, mesmo que seu pet já seja adulto não deixe de castrá-lo. A cirurgia irá, com certeza, melhorar a  sua qualidade de vida e ele terá alguns anos a mais com você!

 

Veja mais nosso conteúdo!

ACESSE:  Facebook  | Instagram

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *